Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Entenda o princípio da competitividade na Administração Pública e Licitações


O princípio da competitividade é um dos pilares da licitação pública. Ele visa assegurar que o processo de seleção do fornecedor mais vantajoso para a administração pública seja realizado de forma justa e transparente.

A licitação pública é um processo essencial para garantir a transparência e a eficiência na contratação de bens e serviços pelo poder público. Um dos princípios fundamentais que norteiam esse processo é a competitividade.

Neste guia completo, vamos explorar o que é o princípio da competitividade na licitação pública, por que ele é importante e como ele impacta todo o processo licitatório. Se você deseja entender melhor como as licitações funcionam e como a concorrência é incentivada, continue lendo.

O que é o Princípio da Competitividade na Administração e Licitações Públicas? 

O objetivo do princípio de competitividade é garantir que as melhores condições sejam apresentadas para a Administração Pública. Desta forma, a competitividade deve buscar estimular a participação de um número significativo de empresas interessadas, garantindo preços justos e condições favoráveis para o órgão público contratante.

Além disso, através da competição, as empresas são incentivadas a apresentar suas melhores propostas, tanto em termos de preço quanto de qualidade, buscando destacar-se diante dos concorrentes. Esse princípio contribui para a economia de recursos públicos e para a obtenção de serviços e produtos de alta qualidade.

Quais são os princípios do processo licitatório

No Brasil, um processo de licitação é regido por princípios administrativos que orientam todas as etapas, desde a elaboração do edital até a escolha do fornecedor. Ao todo, são 19 princípios, que estão descritos na Nova Lei de Licitações, de no 14.133/21, Art. 5:

“Art. 5º Na aplicação desta Lei, serão observados os princípios da legalidade, da impessoalidade, da moralidade, da publicidade, da eficiência, do interesse público, da probidade administrativa, da igualdade, do planejamento, da transparência, da eficácia, da segregação de funções, da motivação, da vinculação ao edital, do julgamento objetivo, da segurança jurídica, da razoabilidade, da competitividade, da proporcionalidade, da celeridade, da economicidade e do desenvolvimento nacional sustentável, assim como as disposições do Decreto-Lei nº 4.657, de 4 de setembro de 1942 (Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro).”

Em caso de não cumprimento de algum destes princípios no edital ou durante a aplicação do processo, a licitação pode ser anulada.

Por que a Competitividade é Importante? 

De forma geral, estimular a concorrência vai contribuir para que a parte contratante encontre o melhor resultado no processo. Mantendo esse princípio como um alicerce, podemos fortalecer a integridade e a eficácia das licitações públicas em benefício de toda a sociedade.

Ao assegurar a competitividade, este princípio desempenha um papel crucial em diversos aspectos da licitação pública, tais como:

1. Eficiência de Custos

Quando várias empresas competem, há uma tendência natural para que elas ofereçam preços mais competitivos, levando a uma maior economia de recursos públicos.

2. Qualidade dos Serviços

A concorrência não se limita apenas a preços, mas também à qualidade dos serviços oferecidos. Empresas competindo por um contrato estarão mais inclinadas a oferecer propostas que atendam aos mais altos padrões de qualidade.

3. Inovação

A competição também estimula a inovação, pois as empresas buscam se destacar umas das outras por meio de soluções criativas e avançadas.

4. Transparência

A presença de múltiplos concorrentes garante uma seleção mais transparente e objetiva do fornecedor, diminuindo a chance de favorecimentos indevidos.Banner para contato Lance Fácil

Como a Competitividade Impacta o Processo Licitatório?

Ao observar e reger como se dá a concorrência, o processo de competitividade vai influenciar não só o resultado final, mas como também diferentes etapas do processo licitatório. Podemos dividir em cinco pontos principais:

  1. Elaboração do Edital: O edital é o documento que define as regras da licitação. Para promover a competitividade, é fundamental que o edital seja claro, preciso e justo, evitando barreiras desnecessárias à participação de empresas;
  2. Divulgação: A ampla divulgação da licitação é essencial para atrair um maior número de interessados. Isso pode ser feito por meio de portais de transparência, sites oficiais e outros meios de comunicação;
  3. Fase de Habilitação: Nessa fase, os licitantes comprovam sua capacidade técnica, jurídica e financeira. A competição garante que apenas empresas aptas participem, assegurando a qualidade dos participantes;
  4. Apresentação de Propostas: A presença de múltiplos concorrentes resulta em uma variedade de propostas, aumentando as opções disponíveis para a administração pública;
  5. Julgamento e Seleção: Com mais opções, a administração tem a possibilidade de selecionar a proposta mais vantajosa, seja em termos de preço, qualidade ou outros critérios estabelecidos.

Nova Lei de Licitações: atualizações para um processo mais eficiente

Recentemente, o Brasil passou por uma importante mudança na legislação de licitações. A Lei nº 14.133/2021, conhecida como a Nova Lei de Licitações, trouxe atualizações significativas para o processo de contratação pública e entrará em vigor a partir do dia 29 de dezembro de 2023.

Pode-se destacar entre os objetivos da nova lei, a busca por maior eficiência, transparência e simplificação dos procedimentos. Além disso, ela introduz inovações como a modalidade de diálogo competitivo, que permite uma interação mais ampla entre a administração pública e os licitantes durante a fase de elaboração da proposta.

Banner para contato com desconto

Participe de licitações com mais facilidade! 

Com o Lance Fácil participar de licitações ficou mais fácil e ágil! Através de um software de automação de participação em licitações, oferecemos diferentes funcionalidades para os licitantes, incluindo lances automáticos, documentação, dispensa eletrônica, busca de editais, monitoramento de chat e muito mais.

Nossa plataforma oferece integração com os principais portais de licitação do Brasil: BNC, BLL, BEC-SP, Portal de Compras Públicas, Comprasnet, Comprasnet Bahia, Licitações-E e Licitanet.

Preencha o formulário abaixo e peça uma demonstração gratuita de 7 dias!

Siga-nos